Assassinos confessam homicídio e saem pela porta da frente da delegacia

DESTAQUE POLÍCIA

Após ter as imagens divulgadas para todo Amazonas, Rodrigo Carlos de Souza, Roosevelt Martins de Freitas e Vinicius Badales Nunes, todos com 20 anos de idade, se entregaram na tarde desta quarta-feira, dia 24, na Delegacia de Homicídios. Eles são suspeitos da morte de Miguel Ângelo Carvalho, de 34 anos, em junho deste ano. Contudo, como não havia mandado de prisão, os três não ficaram presos.

Na delegacia eles confirmaram os fatos apontados na investigação: confessaram que espancaram Miguel até a morte. O caso aconteceu no bairro da União, zona centro-sul.




Na época do crime, a delegada-adjunta Zandra Ribeiro apontou os suspeitos como criminosos perigosos e violentos, devido às características do homicídio. “Miguel foi morto com vários golpes de gargalo de garrafa e agressão física.”, disse.

A motivação do crime foi banal. “Segundo eles disseram, estavam bebendo no campo quando Miguel teve uma discussão com Roosevelt. Isso teria iniciado uma agressão física. Os dois teriam tentado segurar o venezuelano, que acabou correndo. Após isso, Rodrigo e Vinicius também passaram a agredir Miguel, que apanhou até a morte”, explicou a delegada.

O venezuelano citado pelos suspeitos não teve a identidade revelava, mas segundo disseram no relato, ele estava acompanhado Miguel na noite de bebedeira. Apesar da violência na morte de Miguel, o único que possui passagem pela polícia é Rodrigo. Ele foi preso em 2018 por participação em outro homicídio.

Veja o caso: Após executarem homem no bairro da União, quarteto é procurado pela polícia

Até o momento os três vão responder ao processo em liberdade, mas pode não ser por muito tempo. A delegada informou que vai solicitar as prisões preventivas dos três suspeitos à Justiça do Amazonas.

 

Related posts

Leave a Comment