‘Criminosos covardes que se dizem meus fãs’ Anitta condena ataques racistas após Ludmilla receber mensagens nas redes sociais

DESTAQUE FAMA & TV

Anitta usou suas redes sociais para se manifestar sobre ataques racistas após Ludmilla receber mensagens de internautas que usam palavras como “macaca” ou “neguinha nojenta” para se referir a ela. Muitos desses perfis usam fotos de Anitta ou o nome da cantora para se identificar.

“Criminosos covardes que se dizem meus fãs estão propagando mensagens de racismo e injuria racial nas redes sociais. Já disse e repito – isso é abominável e inadmissível”, escreveu Anitta no Twitter e no Instagram.




“Minha equipe já está apurando tais perfis que até então não foram identificados como membros de nenhum fã clube do nosso registro. Mas não me calarei ou me acomodarei frente a esses absurdos que tenho lido e que estão chegando até mim. Quem fez isso vai pagar pelo que fez. E quem pensar em fazer, saiba que a justiça vai atrás de você também.”

A cantora ainda afirmou que já acionou advogados e especialistas em crimes de internet para cuidar do caso. “Racismo não. Racismo é crime”, escreveu Anitta.

Anitta ainda retuitou uma publicação feita em 31 de outubro de 2019. No dia anterior, Ludmilla foi chamada de “macaca” enquanto se dirigia ao palco do Prêmio Multishow ao vencer a categoria canção do ano por “Onda Diferente”, música que deu início à série de desentendimentos entre as cantoras.

“Inaceitável que alguém possa se achar no direito de chamar um negro de macaco ou tentar reduzi-lo como um ser humano inferior. Melhorem. Isso é crime e absolutamente abominável”, escreveu Anitta, na época.

Entenda a briga entre Anitta e Ludmilla:

  1. A polêmica começou quando a Ivete Sangalo cantou a música no Rock in Rio, em setembro de 2019.
  2. Ludmilla comemorou a presença da música que ela compôs. Fãs de Anitta apontaram que ela também estava na lista de autoras no Spotify, e criticaram Ludmilla.
  3. Em um vídeo, Ludmilla revelou que escreveu “Onda diferente”, mas sua gravadora não quis lançar. Só depois que Anitta conheceu a música e propôs uma parceria a gravadora aceitou.
  4. Anitta envolveu o produtor Papatinho e o rapper Snoop Dogg, que cantou um trecho em inglês. Ele exigiu 50% dos créditos de autoria, e foi combinado que os outros 50% ficariam com Ludmilla.
  5. Por isso, Ludmilla e Snoop Dogg foram creditados como compositores e intérpretes. Anitta e Papatinho ficaram só como intérpretes.
  6. Depois da polêmica, Anitta pediu calma aos fãs, disse que a autora era a colega, e a lista de autores no Spotify voltou a ter só Ludmilla e Snoop. Mas a polêmica continuou.
  7. Em junho de 2020, Anitta citou o nome de Ludmilla no programa “Dentro da Casinha” e Ludmilla não gostou. Em post, reclamou da citação e chamou a cantora de mentirosa.
  8. Após ataques na internet, Ludmilla publicou um vídeo de quase 11 minutos no qual desabafou sobre Anitta, no que ela chamou de “Carta Aberta”. No vídeo, ela narra momentos de atritos entre as cantoras, relembra a polêmica sobre composição de “Onda Diferente” e expõe troca de áudios com Anitta.

Related posts

Leave a Comment