MPF investiga o prefeito de Iranduba, por aplicação de dinheiro federal em contratos de transporte escolar

AMAZONAS DESTAQUE INTERIOR

O prefeito de Iranduba, Francisco Gomes da Silva, mais conhecido como Chico Doido, é mais uma vez alvo do Ministério Público Federal (MPF) por a aplicação de dinheiro federal em contratos de transporte escolar. A informação está no Diário Oficial do MPF desta terça-feira, 16.

As operações da Polícia Federal estão direcionadas ao município de Iranduba desde 2015, investigando esquemas milionários de corrupção. Naquele ano operações “Cauxi” e “Dízimo” prenderam o ex-prefeito Xinaik Medeiros e ex-secretários do município acusados de comandarem uma rede de desvios de recursos públicos e fraudes de licitações com valores acima de R$ 100 milhões.




No despacho o procurador da república Thiago Bueno até cita a “Operação Dízimo” como justificativa para instaurar o novo inquérito.

“Considero o histórico de graves vícios na sua execução do serviço de transporte escolar em Iranduba, o que levou a deflagração da “Operação Dízimo” e implicou no ajuizamento de uma série de denúncias e de ações de improbidade administrativa contra membros do Poder Executivo e Legislativo daquela localidade, por conta da prática de crimes de fraude de licitações e corrupção”, diz o procurador no documento.

A partir da publicação do início das investigações o MPF-AM tem prazo de até um ano para finalizar o inquérito.

 

 

Related posts

Leave a Comment