Operação prende integrantes de facção que comandavam Armando Mendes

DESTAQUE POLÍCIA

Alex Silva Nascimento, de 18 anos, Alysson Pereira da Silva, de 40 anos; Clério Silva dos Santos, de 54 anos e o filho dele Thiago Silva dos Santos de 20 anos foram presos em uma operação da Polícia Civil. Eles são membros de um grupo de extermínio que atua na Zona Leste de Manaus.

O que chamou a atenção da polícia, foi a maneira como o bando executava os rivais.




Eles praticamente assinavam os homicidios. Todos com as mesmas características: vítimas amarradas e executadas com armas de calibres potentes, como por exemplo calibre 12″, disse o delegado responsável pela ação, Charles Araújo.

Todas as mortes estão relacionadas a disputa pelo território de drogas. Segundo a polícia, os criminosos têm participação em pelo menos oito homicídios na capital. Apenas dois homicídios não tinham relação com o tráfico de drogas.

“Dois criminosos foram executados pelo grupo de extermínio porque estavam praticando furtos no local e chamando atenção da polícia. Após a morte eles foram desovados em áreas bem longe, também na Zona Leste de Manaus”, explicou o delegado.

Além de assassinar desafeto eles também mandavam no bairro Armando Mendes. Moradores relataram ter sido expulsos de casas que os criminosos queriam usar como boca de fumo.

” Eles atuavam como verdadeiros donos da área, intimidavam as pessoas e ameaçavam como se fossem soberanos naquela área do Armando Mendes”, disse Araújo, complementando que o nome da operação “Overlord”, que significa soberano, tem explicação nesses atos criminosos do grupo de extermínio.

Dos seis alvos da operação dois continuam foragidos, Adenilson de Souza Carvalho, conhecido como “Pepeu”, apontado como chefe do tráfico na área e mandante dos homicídios que ocorriam desde ao ano de 2016. Ele conseguiu escapar, assim como um de seus “soldados”, Miguel Moreira Sabino.

Related posts

Leave a Comment