Prefeitura promove atividades lúdicas para indígenas warao em abrigo temporário

DESTAQUE MANAUS

Indígenas venezuelanos da etnia warao alojados no abrigo temporário da Prefeitura de Manaus, que funciona no Ginásio Poliesportivo “Zezão”, no bairro São José, zona Leste, participaram, na manhã desta sexta-feira, 3/7, de atividades lúdicas promovidas por uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Além de proporcionar momentos de lazer, a iniciativa contribui para a preservação da identidade cultural dessa população.

“Além dos atendimentos em saúde e ações educativas, com orientações sobre a prevenção de doenças, nossos profissionais também procuram ter um olhar holístico, cuidando dessas pessoas sob os mais variados aspectos. O lazer e a cultura estão incluídos nessa visão, razão pela qual programam essas atividades. É dessa forma que a administração do prefeito Arthur Neto orienta que embasemos nossas ações”, ressalta o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.



No abrigo temporário do ginásio Zezão, os técnicos da Semsa fazem o acompanhamento e atendimentos a 107 indígenas warao, de 26 famílias, entre crianças, adultos e idosos.

Na programação desta sexta-feira, os indígenas organizaram apresentação de dança típica e cantaram os hinos da Venezuela e do Brasil. Palhaços proporcionaram a diversão para as crianças. Houve entrega de brindes e duas grávidas receberam kits de enxovais.

A enfermeira Benedita Soares explica que todas as sextas-feiras são realizadas atividades como forma de reduzir a ansiedade, principalmente dos indígenas adultos, que não podem sair do abrigo em razão da necessidade de isolamento social, para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

“É uma forma de ajudá-los a passar o tempo, a enfrentar a pandemia, ficando dentro do abrigo, protegidos. O cuidado com a saúde é importante, mas precisamos cuidar, também, do lado emocional e lúdico dessas pessoas. E eles ficam felizes, se integram e participam. Nós nos sensibilizamos para isso e, juntamente com os colegas da secretaria de Assistência Social e das ONGs (Organizações Não Governamentais), organizamos essa comemoração”, conta a enfermeira.

Related posts

Leave a Comment