Programa federal repõe apenas 34% das perdas de arrecadação dos municípios do AM

AMAZONAS DESTAQUE

Levantamento realizado pela Associação Amazonense de Municípios (AAM), aponta que as os recursos destinados às prefeituras do Estado pelo PLP 39/2020, que estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, cobre apenas 34% das perdas de arrecadação estimadas pelas administrações municipais do Amazonas.

O programa, aprovado pelo Congresso e que aguarda a sansão presidencial, foi criado pela União para recompor as perdas de arrecadação que os municípios brasileiros estão sofrendo com a pandemia de Covid-19 e destina às prefeituras do Estado R$ 484,1 milhões divididos em quatro vezes (a primeira parcela sem previsão de pagamento até assinatura do Executivo Federal), enquanto a análise da AAM aponta perdas totais de até R$ 1,39 bilhão até o final de ano.




De acordo com o presidente da AAM e prefeito de Maués, Junior Leite, o levantamento, realizado em parceria com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), estima perdas de repasses de recursos federais para os municípios amazonenses de R$ 551,8 milhões no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), R$ 247,2 milhões de Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), R$ 59,6 milhões nos impostos sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), R$ 440,5 milhões no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e R$ 98 milhões no Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“Sabemos o momento pelo qual o Brasil e o mundo passam. Como prefeitos estamos na linha de frente do combate ao coronavírus. Mas são mais de 65% de repasses federais que estavam previstos nos orçamentos das prefeituras amazonenses para educação, áreas administrativas e serviços, que não vão chegar, dificultando ainda mais as gestões e os atendimentos da população neste momento tão complicado”, avaliou o presidente da AAM, Junior Leite.

Leite também ressalta que além dos orçamentos públicos deste ano já terem incluídos estas estimativas iniciais de repasse, com previsões descritas de receitas e despesas, as prefeituras do Estado também estão aplicando recursos próprios para aquisição de equipamentos, aparelhos, estrutura e demais itens para prevenção e combate à pandemia, enquanto aguardam o apoio federal nesta área.

      “O número de pessoas com Covid-19 no interior está prestes a passar a capital. Mas nenhum município do interior conta com a estrutura de atendimento de Manaus. O momento é de União e pedimos o apoio de todos, principalmente da bancada federal do Estado em Brasília, para conseguir reduzir estas perdas por meio de emendas e do diálogo com órgãos federais”, propôs Junior Leite. 

Related posts

Leave a Comment