Secretária de Saúde participa de reunião com representante do Ministério da Saúde

AMAZONAS DESTAQUE
A titular da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Simone Papaiz, participou, na noite desta segunda-feira (04/05), de uma reunião, por videoconferência, com o chefe do Departamento de Gestão do Trabalho em Saúde do Ministério da Saúde (MS), Alessandro Anjos, que está em Manaus. A reunião, que contou com a equipe técnica da Secretaria Executiva Adjunta de Assistência Especializada à Capital (SEA Capital) e da subsecretária de Saúde do município, Adriane Elias, foi de alinhamento da atuação dos profissionais contratados pelo MS nas unidades de saúde que estão atendendo pacientes de Covid-19.


Durante a reunião, o representante do Ministério da Saúde pode conhecer com detalhes o planejamento definido pela Susam para a distribuição desses profissionais. A ideia é que 18 profissionais sejam encaminhados às Unidas Básicas de Saúde (UBSs), da prefeitura e os demais aos hospitais estaduais de referência no tratamento da doença e demais hospitais e prontos- socorros.
A secretária Simone Papaiz, explicou o planejamento do Estado para os profissionais. “Pensando em médicos intensivistas, as unidades que hoje precisamos reforçar são o Hospital de Combate à Covid-19, e assim conseguindo ampliar para 40 o número de leitos UTI. Também precisamos ter esses profissionais no Hospital e ProntoSocorro 28 de agosto, para a abertura de mais 12 leitos de UTI’’, explicou.
Alinhado ao planejamento traçado pela Susam, Alessandro Anjos, destacou que a secretaria deve priorizar a expansão dos leitos nas unidades de referência e hospitais maiores, desafogando dessa forma os Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).
Segundo ele, a ampliação dos leitos, alinhada ao encaminhamento mais rápidos de pacientes pela Central de Regulação do Amazonas, ás unidades especializadas, vai permitir que as unidades intermediárias recebam pacientes com sintomas moderados, impedindo o agravamento do quadro e reduzindo os óbitos, inclusive domiciliares.
“O objetivo é que um paciente com prioridade alta ou muito alta seja transferido em um espaço de tempo menor, porque quando esse paciente leva mais tempo para sair do SPA, as pessoas passam a não procurar a unidade e aumentam os óbitos domiciliares”.
Mais profissionais – A previsão é de que na próxima quarta-feira (06/05), mais 118 profissionais contratados pelo Ministério da Saúde cheguem a Manaus e iniciem o processo de treinamento para que estejam aptos a atuar no tratamento de pacientes de Covid-19.
Na madrugada desta segunda-feira, chegaram à capital amazonense 31 médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, biomédicos, farmacêuticos e fisioterapeutas recrutados pelo Governo Federal, que se juntaram a outros 236 que já residem em Manaus, também contratados pelo ministério.
Os profissionais estão passando por treinamento de paramentação e desparamentação e devem começar a atuar nos hospitais estaduais de referência no tratamento à Covid-19 e também nas Unidades Básicas de Saúde do município até o próximo final de semana.

Related posts

Leave a Comment